Follow by Email

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Lição 25 curso de expansão da expansão

Visitantes On-line Real Time Web Analytics


Durante todas as lições deste Curso viemos entregando o Arcano A.Z.F., porém teus olhos estavam velados à luz que emana de dito conhecimento, mas se teu intelecto não te permitiu vislumbrar algo, nas profundidades de teu mundo interior deves ter intuído que a chave da liberação encontrava-se relacionada com o sexo. Faça uma revisão na lição dos Alquimistas, na do Kundalini e nas anteriores a esta. Se te entregamos argumentos esotéricos, intelectuais, filosóficos e científicos sobre o Arcano A.Z.F., agora vamos mostrar que o mesmo encontra-se em todas as religiões; poderás observar que a raiz de toda religião e sua respectiva base é o sexo. Este conhecimento perdeu-se através do tempo, porém atualmente o V. M. SAMAEL AUN WEOR, Avatar da Era de Aquário, retirou o véu e nos entregou o Arcano, assim como Noé fez com os Atlantes, entregando-lhes sua Arca (ARCA-NO-É), para que possamos liberar-nos.

Religião vem do Latim Religare (Re-ligar). Religião é: voltar a unir o homem com a Divindade, consigo mesmo. Existem 7 grandes religiões e 5000 seitas. Os Gnósticos afirmamos que somente existe uma grande religião, que é a VERDADE. Devemos distinguir entre as formas religiosas e os PRINCÍPIOS religiosos. É necessário saber que os Princípios são fórmulas cósmicas viventes. As formas religiosas são os distintos sistemas de ensinar esses princípios. A Grande Religião Cósmica Universal assume distintas formas segundo as necessidades de cada raça e de cada época.


Assim, as religiões sucedem-se umas após outras, através de milhões de anos e a fila sucessiva de todas as religiões que existiram no mundo revela sempre os mesmos Princípios imutáveis da verdade. A religião é inerente à vida, assim como a água e o calor são inerentes à humanidade.


Poderia um homem não pertencer a nenhuma religião e no entanto ser profundamente religioso. Todo aquele que seja capaz de vivenciar a Verdade, é profundamente religioso embora não pertença a nenhuma religião. A íntima relação da mente com a verdade é religião. Alguns filósofos dizem que as religiões fracassaram. Nós asseguramos que toda religião cumpriu sua missão histórica. Com um só Buddha vivente, nascido do Budismo, já o Budismo cumpriu sua missão. Com um só Cristificado, o Cristianismo já justificou sua existência. Com um só realizado entre as filas dos Maometanos, já justifica a existência do Maometanismo.


Todas as Grandes Religiões do mundo lograram seu objetivo com homens que conseguiram o "religare", isto é, encarnaram a Verdade. Não há motivo que justifique as guerras, porque todas as religiões ensinam os mesmos princípios. A Religião Cósmica vibra em cada átomo do Cosmos, porque palpita no coração dos Sóis, no coração do homem e no coração da formiga.


A Grande Roda da Lei gira três vezes para cada religião confessional. Cada uma das três voltas da roda tem seu veículo de expressão; o primeiro é exotérico ou público; o segundo se divide em duas partes: secreto e público; o terceiro é absolutamente esotérico, a entrega do Grande Arcano, cumprindo-se aquela máxima do Cristo, que diz: "Muitos são os chamados e poucos os escolhidos". Quando a Roda da Lei gira pela terceira vez, o objetivo religioso se cumpre e então o resultado aparece.


A BÍBLIA E O CRISTIANISMO è Por ser a Bíblia um livro de fácil aquisição e tratar-se do Livro Sagrado para os ocidentais, através do qual o Cristianismo se desenvolveu e difundiu, faremos uma exposição ampla sobre o tema, comparando-a com o Budismo, o Mahometismo, o esoterismo Azteca, Egipcio, etc., e descobriremos com assombro os mesmos princípios relacionados com o sexo.


Vamos referir-nos primeiramente ao Antigo e Novo Testamento na antiga versão de Casiodoro de Reina (1569), revisada por Cipriano de Valera.


Dissemos que a Auto-realização encontra-se no sexo e o seguinte versículo bíblico o confirma: "NÃO ENTRARÁ NA CONGREGAÇÃO DE JEHOVA O QUE TENHA MACULADO OS TESTÍCULOS, OU AMPUTADO SEU MEMBRO VIRIL" (Deuteronômio 23.11). Aqui há algo raro e misterioso. Que tem a ver os órgãos genitais com a entrada no Reino dos Céus? Conforme avançarmos na Exposição, compreenderemos que a Bíblia dá uma resposta clara e concreta sobre este assunto.


A Bíblia é um Livro Sagrado e portanto está escrito com base nos simbolismos, com chaves secretas e ocultas, para que a humanidade através de milhares de anos não pudessem profanar o conhecimento e modificá-lo de acordo com as circunstâncias do momento. É verdade que a Bíblia sofreu alterações, porém grande parte dos simbolismos conservaram-se. É um grande erro as religiões ou seitas confessionais interpretar a Bíblia através da letra morta, baseando-se unicamente no intelecto, no raciocínio tridimensional, na lógica formal, por isso não puderam resolver ainda o problema de Adão, Eva e a maçã, assim como os demais fatos transcendentais. Eminentes cientistas manifestaram-se que não se tratava de uma maçã e sim de uma pêra, porque na região na qual se encontra o Éden, segundo estudos, comprovou-se que não havia árvores de maçã. Realmente, não foi nem maçã, nem pêra, nem outra fruta, foi um simples simbolismo segundo o qual a maçã representa a caída do homem pelo sexo, a "fornicação" . Se este fato houvesse sido escrito com detalhes de palavras, atualmente já não se encontraria mais e por isso foi necessário usar a simbologia da maçã para conservá-lo. Literalmente diz-se que a simbologia da maçã é perfeita e análoga, já que partindo-se a fruta (em corte vertical) podemos observar que a imagem que se apresenta guarda grande semelhança com a disposição ovárica da mulher.


A humanidade dos tempos paradisíacos, daquela fabulosa Idade do Ouro, que conta a lenda, alegorizada no Éden do Gênesis, "trocou as vestimentas por folhas de figueira", ficando nua por abandonar as terras jinas, em troca do pó da terra. O sexo expulsou o ser humano do velho Éden (paraíso) por haver desperdiçado sua energia. A luxúria encheu de espinhos e cactos a existência da criatura humana; desde então o caminho da árvore do bem e do mal (o sexo) e da árvore da vida (coluna vertebral) espera ser reconquistada. A serpente negativa enganou Eva com sua astúcia e ela caiu no delito, seduzida pelo desejo carnal esqueceu que não podia comer o fruto da árvore que estava no centro do Éden. Comeu e deu para seu marido comer e ambos (a humanidade) entregaram-se a fornicação. Por isso o V. M. Samael Aun Weor disse: "Pelo sexo saímos do Éden e pelo sexo teremos que voltar".


Moisés foi um Hierofante iniciado no Egito. Estudou e praticou a Doutrina Secreta dos Bramanes, trouxe da terra dos Faraós o ensinamento imortal, ensinando por sua vez o Grande Arcano:


"E falou Jehová a Moisés e a Aarão dizendo: Qualquer varão, quando tiver fluxo seminal será imundo. Quando o homem tiver emissão de sêmen, lavará em água todo seu corpo e será imundo até a tarde.

E quando um homem deitar com uma mulher e tiver emissão de sêmen, ambos se lavarão com água e serão imundos até a tarde" (Levíticos 15:1, 2, 16, 17, 18).


Esta linguagem não é inventada. Está na Bíblia, e a Bíblia, pela boca de Moisés, condena sem enganos o vício da ejaculação. Porque certamente a saída voluntária ou involuntária do líquido seminal para fora é uma degradação dos órgãos genitais, como já se demonstrou cientificamente. E como Moisés havia sido instruído em toda a sabedoria dos egípcios e era poderoso em seu verbo e feitos, conhecia o mistério da Água e do Fogo; impunha aos seus o cumprimento do velho preceito dos Teurgos: "Não Fornicar".

Na língua sagrada dos Jainos, os primitivos Nephilim, os últimos gigantes Atlantes, mencionados na Bíblia, conhecidos como os Giborim, o Arcano Phornalx (fornicar) significa "expulsão das águas", e que o mestre traduziu como: "o fogo negro dos Molocitas, aqueles Rakshasas, rivais de Rama, na Epopéia de Ramayana". Certos relatos esotéricos dizem que os Rakshasas ou gigantes degenerados perverteram o culto sexual nos últimos períodos lemuro-atlantes e introduziram em seus templos um falismo grosseiro, verdadeiras orgias carnais ao redor de um pênis vermelho, que com o tempo transformou-se em Moloch, o infernal da Bíblia. Pelo visto, Jehová, nas prescrições e ordens mencionadas no Levítico, impõem:

"E nunca mais sacrificarão seus sacrifícios aos demônios, através dos quais fornicaram" (Levíticos 17:7) "Qualquer dos filhos de Israel ou dos estrangeiros que peregrinam em Israel, der da sua semente a Moloque, certamente morrerá; o povo da terra o apedrejará com pedras". "E eu porei minha face contra esse homem e o extirparei do meio do seu povo, porquanto deu da sua semente a Moloque, para contaminar o meu santuário e profanar o meu santo nome’. "E se o povo da terra de alguma maneira esconder os seus olhos daquele homem que houver dado da sua semente a Moloque e o não matar, então eu porei a minha face contra aquele homem e contra a sua família e o extirparei do meio do seu povo, com todos os que se prostituem após dele, prostituindo-se após Moloque" (Levítico, 20: 2-5).


"Não contaminarás a tua filha, fazendo-a fornicar, para que a terra não se prostitua nem se encha de maldade" (Levítico 19:29).


A lei era muito drástica; um fornicário era o mais vil; derramar a energia era converter-se num imundo igual a um leproso.


"Ordena aos filhos de Israel que lancem fora do arraial a todo o leproso e a todos os que padecem de fluxo de sêmen e a todos os contaminados com morto" (Número 5:2).


"Oh humanidade! Onde chegamos; a fornicação, o derramamento da energia, cremos que é o lógico, o normal, o natural e é difícil aceitar-se o contrário, por isso o Mestre dos Mestres, Jesus Cristo, disse: "Entrai pela porta estreita (transmutação); porque larga é a porta e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela. E porque estreita é a porta, e apertado o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontram" (Mateus 7:13, 14).


Basta ler, especialmente Levíticos, a partir do capítulo 14 até 22 para entendermos que toda a Doutrina da purificação e da Santidade, parte do Sexo. No que se refere ao ato sexual, está bem claro no Cap. 15, Versículo 18. O lavar-se com água significa a Magia Sexual com a qual se purifica o que transmuta, quando tem uma queda ou derrame seminal.


Sem dúvida, trata-se da fornicação: Todo aquele que perde sua energia sexual. A Bíblia é clara, chama a isso de imundície.


"Assim separareis os filhos de Israel das suas imundícies, para que não morram nas suas imundícias, contaminando o meu Tabernáculo (corpo) que está no meio deles. Esta é a lei para aquele que tem o fluxo e para aquele que tem emissão de semen (semente da cópula) e que fica por ele imundo" (Levítico 15:31-32).


"Porque vós sois o Templo do Deus Vivente" (Corintos 6:16).


Portanto, ejacular é sujar o Tabernáculo de Jehová, o que é igual a contaminar o seu Santuário, o Templo de Deus, que quer dizer nas escrituras o nosso corpo. É tão monstruosa a perda seminal que a Bíblia intitula-o como o pior dos pecados (o pecado contra o Espírito Santo).


"Fugí da fornicação. Todo pecado que o homem comete é fora do corpo; mas o que fornica peca contra o seu próprio corpo. Ou não sabeis que o nosso corpo é o Templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus e que não sois de vós mesmos?" ( Corintos 6: 18-19).


"O corpo não é para a fornicação, senão para o Senhor e o Senhor para o corpo" (Corinto 6: 13).


Ejacular, como os animais, é fornicar. O que ejacula, o que derrama sob qualquer circunstância, seu licor seminal "peca contra seu próprio corpo". Suja o Tabernáculo de Deus, comete imundice, uma asquerosidade infernal porque as energias seminais derramadas, tanto no homem como na mulher, foi considerada desde a antigüidade como impureza. O estatuto não é somente aplicado ao tempo de Moisés, como muitos pretendem, tratando de iludir a lei, arrastando grande parte da humanidade à degeneração. Jesus Cristo deixa bem claro, PERPÉTUO PARA TODAS AS IDADES, enquanto vivamos: "Não penseis que vim destruir a lei ou os profetas; não vim ab-rogar (abolir) mas cumprir. Porque em verdade vos digo que até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til se omitirá da lei, sem que tudo seja cumprido" (Mateus 5: 17-18).

Tão drástica é a disposição, que sobre o trapaceiro cai uma maldição como um raio.


"Maldito aquele que não confirmar as palavras desta lei, não as cumprindo" (Deuteronômio 27:26).


"Porque este mandamento que hoje te ordeno, não é demasiado difícil para ti e nem está longe de ti. Não está nos céus para dizeres: Quem subirá por nós aos céus, que no-lo traga, e no-lo faça ouvir, para que o façamos? Nem tão pouco está do outro lado do mar, para dizeres: Quem passará por nós de além do mar, para que no-lo traga e no-lo faça ouvir, para que o façamos? Porque esta palavra está mui perto de ti, em tua boca, em teu coração, para a fazeres" (Deuteronômio 30: 11-14).


Para aqueles que seguem pensando que o Velho Testamento já não é válido, o Novo Testamento é mui claro:


"Todos aqueles pois que são das obras da lei estão debaixo da maldição; porque escrito está: Maldito todo aquele que não permanecer em todas as coisas que estão escritas no livro da Lei, para fazê-las.

Que tendo sido o testamento anteriormente confirmado por Deus, a lei, que veio 430 anos depois, não o invalida, de forma a abolir a promessa" (Gálatas 3:10,17).


Não se lê em Gálatas que Deus enviou a seu filho, feito de mulher, feito sob as ordens da Lei? Porque Jesus - o Cristo - nasceu da energia sexual transmutada; seus pais eram Essênios e Ele também, de nossa seita esotérica, que herdou a Ciência Oculta de Moisés, conhecia-se a transmutação e seus membros a praticavam; os pergaminhos descobertos por arqueólogos Israelenses, nas orlas do Mar morto, nos confirmam isto.


Afirmamos que a Doutrina da Redenção Crística, parte do sexo. No Velho Testamento, o sexo ocupa o centro de toda a Legislação daquele "Salvado das Águas", que se chamou Moisés:


"Porém vós guardareis os meus estatutos e as minhas ordens, e nenhuma destas abominações fareis, nem o natural, nem o estrangeiro que peregrina entre vós.

Porque todas estas abominações fizeram os homens desta terra, que nela estavam antes de vós; e a terra foi contaminada.

Para que a terra vos não vomite, havendo-a contaminado, como vomitou a gente, que nela estava antes de vós.

Porém qualquer que fizer alguma destas abominações, as almas que as fizerem serão extirpadas do seu povo.

Portanto guardareis minhas ordens, não praticando nenhum dos costumes abomináveis que se fizeram antes de vós, e não vos contamineis com eles: Eu Sou o Senhor vosso Deus." (Levíticos, 18:26-30).


E aqui começa a enumeração das abominações, que Moisés designa diretamente por seus nomes: RELAÇÕES SEXUAIS ENTRE MACHO E FÊMEA incorretas, o que demonstra, sem nenhuma dúvida, que o sexo e nada mais que o SEXO é aspecto fundamental da Lei entregue por Deus aos Homens.


"Nenhum homem se chegará a qualquer parenta da sua carne, para descobrir a sua nudez. Não descobrirás a nudez de teu pai e de tua mãe; ela é tua mãe; não descobrirá a sua nudez. Não descobrirás a nudez da mulher de teu pai. A nudez de tua irmã, filha de teu pai, ou filha de tua mãe, nascida em casa ou fora da casa, a sua nudez não descobrirás. A nudez da filha do teu filho ou da filha da tua filha, a sua nudez não descobrirá; porque é tua nudez. A nudez da filha da mulher de teu pai, gerada de teu pai (ela é tua irmã), a sua nudez não descobrirás. A nudez da irmã de teu pai não descobrirás; ela é parenta de teu pai." (Levítico 18:6.....). Ler todo o capítulo.


Por muito que seja o sectarismo, não se poderá negar a elevada moral deste código, assim mesmo, os adeptos das diversas seitas Cristãs teriam forçosamente que aceitar a vigência plena e integral do Velho Testamento, "sem tirar um jota ou um til".


Por que tanto mistério com os órgãos genitais do ser humano? Que há entre o licor espermático e a Divindade?


Tentou-se falsear a interpretação do sexto mandamento; alguns dizem que fornicar e adulterar é o mesmo; nem poderia o sábio Moisés colocar no Código da Lei, dois mandamentos que significassem a mesma coisa. Os mandamentos são claros: 6° - não fornicar; 9° - não cometer adultério (não desejar a mulher de teu próximo). O seguinte versículo aclara perfeitamente o assunto: "Venerado seja entre todos o matrimônio e o leito sem mácula; porém aos fornicários e aos adúlteros os julgará Deus" ( Hebreus 13:4).

Há quem diz que fornicar é ter relações sexuais sem estar casado; já dissemos anteriormente que fornicar é derramar a energia sexual, tanto casados como solteiros. O Mestre Jesus destrói a falsa idéia de que a fornicação é a relação sexual de solteiros, quando ensina sobre o divórcio e o faz duas vezes: "Eu porém vos digo que qualquer que repudiar sua mulher, a não ser por causa de fornicação, faz que ela cometa adultério; e qualquer que casar com a repudiada, comete adultério" (Mateus 5:32 e 19:9).


O Venerável Mestre Gargha Kuichines disse: "Os quatro Evangelhos são totalmente sexuais. Não cabe a menor dúvida. Antes de Jesus a mulher era situada num plano inferior, porém foi necessário a vinda do Rabi para fazer compreender ao mundo que a fêmea, conjuntamente com o varão, são uma só carne." Jesus repudiou o adultério tanto no homem como na mulher. Deu a conhecer o esoterismo Cristíco, mediante o qual homem e mulher libertam-se da dor e da amargura e preparam-se para tomar o caminho dévico ou angélico; sendo cada um do casal o único meio para chegar à Divindade, quando segue a Ciência Divina de que fala a Bíblia, ou permanecendo no erro e na desesperação, quando faz mal uso dela (Ler Pedro (I) 3:7).

Outro grande mistério bíblico é o da água e o fogo. Quando Jesus fala a Nicodemus em S. João, capítulo 3: "Jesus disse-lhe: Em verdade vos digo que o que não NASCER DE NOVO, não poderá ver o Reino de Deus. Disse-lhe Nicodemus: Como pode um homem nascer sendo velho? Pode entrar pela segunda vez no ventre de sua mãe e nascer?"


Jesus, Mestre dos Grandes Mistérios, naturalmente conhecia a tradição e a havia vivido, respondeu: "Em verdade, em verdade te digo, que o que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no Reino de Deus. O que é nascido da carne, carne é e o que é nascido do Espírito, Espírito é".


E todavia, para reafirmar o ensinamento, insiste ante Nicodemus, que desconhecia os Mistérios: "Não te maravilhes do que disse te: O necessário é nascer de novo.


O vento sopra onde quer e ouves seu som, mas não sabes donde vem nem onde vai; assim é todo aquele que é nascido do Espírito" (energia sexual transmutada).


São coisas terrenas, não é assunto celestial, disse Jesus a Nicodemus, e assim como Moisés levantou a serpente (O Kundalini) no deserto, é necessário que o filho do Homem seja levantado (a cristificação das águas seminais por meio da cruz sexual).


Jesus, o Grande Iniciado, também entregou o Arcano quando dialogou com a mulher samaritana (S. João, cap. 4 ) "Veio uma mulher de Samaria tirar água; disse-lhe Jesus: Dá-me de beber. A mulher admira-se por ser ele judeu e ele contesta: Se conhecesseis o dom de Deus e quem é o que te diz - dá-me de beber, tu lhe pedirias e ele te daria água viva. Disse-lhe a mulher: Não tens com que tirar a água e o poço é fundo; onde pois tens a água viva? Jesus respondeu: Qualquer que beber desta água tornará a ter sede (a água do poço). Mas aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede, porque a água que eu lhe der se fará nele uma fonte d’água que salte para a vida eterna. A mulher lhe disse: Senhor, dá-me dessa água para que não mais tenha sede, e não venha aqui tirá-la. Jesus lhe disse: Vai, chama o teu marido e vem cá".


Por que a seu marido? Perguntamos: Por que não a seus amigos e outros parentes? Que razões ocultas podiam existir entre a água viva que prometia Jesus à Samaritana e seu marido? É que essa água não sai de teorias, não brota de mero conhecimento intelectual, de simples devoção, nem do mais forte misticismo. Mortifique-se a carne, como faziam os ascetas medievais; ajude a quantos queira; bata no peito com "Mea culpa"; aprenda as escrituras de memória, submeta-se a todas as disciplinas que lhe imponham e se irá deste vale de lágrimas sem haver bebido sequer uma só gota dessa Crística ÁGUA VIVA! Porque sua fonte não nasce de fórmulas vazias.


"CHAMA A TEU MARIDO"; aos dois entregará Jesus o Grande Arcano, o Segredo da Alquimia Sexual. O Mistério da Água Viva descobre-se em S. João 7:38: "O que crê em mim, como diz a Escritura, de seu interior correrão rios de Água Viva". Para não estender mais, concluímos esta exposição dizendo que no livro do Apocalípse encontrarão a confirmação de tudo.


Deves realizar tudo o que foi indicado como preparação das práticas, ou seja, posição cômoda, relaxamento e respirações rítmicas; em seguida pronuncies o Mantram: OM MASI PADME YOM, alargando-as, assim: OOOOOOOOOOMMMMMMMMMM MMMMMMMMMMAAAAAAAAAASSSSSSSSSSIIIIIIIIII PAAAAAAAAAADMMMMMMMMMMEEEEEEEEEE YOOOOOOOOOOMMMMMMMMMM, concentrado no coração. Adormeças pronunciando e entres em meditação sem deixar de pronunciar o mantram dado. O mantram se escreve assim: Om mani Padme Jun, e pronuncia-se como acima.

Durante todas as lições deste Curso viemos entregando o Arcano A.Z.F., porém teus olhos estavam velados à luz que emana de dito conhecimento, mas se teu intelecto não te permitiu vislumbrar algo, nas profundidades de teu mundo interior deves ter intuído que a chave da liberação encontrava-se relacionada com o sexo. Faça uma revisão na lição dos Alquimistas, na do Kundalini e nas anteriores a esta. Se te entregamos argumentos esotéricos, intelectuais, filosóficos e científicos sobre o Arcano A.Z.F., agora vamos mostrar que o mesmo encontra-se em todas as religiões; poderás observar que a raiz de toda religião e sua respectiva base é o sexo. Este conhecimento perdeu-se através do tempo, porém atualmente o V. M. SAMAEL AUN WEOR, Avatar da Era de Aquário, retirou o véu e nos entregou o Arcano, assim como Noé fez com os Atlantes, entregando-lhes sua Arca (ARCA-NO-É), para que possamos liberar-nos.
Religião vem do Latim Religare (Re-ligar). Religião é: voltar a unir o homem com a Divindade, consigo mesmo. Existem 7 grandes religiões e 5000 seitas. Os Gnósticos afirmamos que somente existe uma grande religião, que é a VERDADE. Devemos distinguir entre as formas religiosas e os PRINCÍPIOS religiosos. É necessário saber que os Princípios são fórmulas cósmicas viventes. As formas religiosas são os distintos sistemas de ensinar esses princípios. A Grande Religião Cósmica Universal assume distintas formas segundo as necessidades de cada raça e de cada época.
Assim, as religiões sucedem-se umas após outras, através de milhões de anos e a fila sucessiva de todas as religiões que existiram no mundo revela sempre os mesmos Princípios imutáveis da verdade. A religião é inerente à vida, assim como a água e o calor são inerentes à humanidade.
Poderia um homem não pertencer a nenhuma religião e no entanto ser profundamente religioso. Todo aquele que seja capaz de vivenciar a Verdade, é profundamente religioso embora não pertença a nenhuma religião. A íntima relação da mente com a verdade é religião. Alguns filósofos dizem que as religiões fracassaram. Nós asseguramos que toda religião cumpriu sua missão histórica. Com um só Buddha vivente, nascido do Budismo, já o Budismo cumpriu sua missão. Com um só Cristificado, o Cristianismo já justificou sua existência. Com um só realizado entre as filas dos Maometanos, já justifica a existência do Maometanismo.
Todas as Grandes Religiões do mundo lograram seu objetivo com homens que conseguiram o "religare", isto é, encarnaram a Verdade. Não há motivo que justifique as guerras, porque todas as religiões ensinam os mesmos princípios. A Religião Cósmica vibra em cada átomo do Cosmos, porque palpita no coração dos Sóis, no coração do homem e no coração da formiga.
A Grande Roda da Lei gira três vezes para cada religião confessional. Cada uma das três voltas da roda tem seu veículo de expressão; o primeiro é exotérico ou público; o segundo se divide em duas partes: secreto e público; o terceiro é absolutamente esotérico, a entrega do Grande Arcano, cumprindo-se aquela máxima do Cristo, que diz: "Muitos são os chamados e poucos os escolhidos". Quando a Roda da Lei gira pela terceira vez, o objetivo religioso se cumpre e então o resultado aparece.
A BÍBLIA E O CRISTIANISMO è Por ser a Bíblia um livro de fácil aquisição e tratar-se do Livro Sagrado para os ocidentais, através do qual o Cristianismo se desenvolveu e difundiu, faremos uma exposição ampla sobre o tema, comparando-a com o Budismo, o Mahometismo, o esoterismo Azteca, Egipcio, etc., e descobriremos com assombro os mesmos princípios relacionados com o sexo.
Vamos referir-nos primeiramente ao Antigo e Novo Testamento na antiga versão de Casiodoro de Reina (1569), revisada por Cipriano de Valera.
Dissemos que a Auto-realização encontra-se no sexo e o seguinte versículo bíblico o confirma: "NÃO ENTRARÁ NA CONGREGAÇÃO DE JEHOVA O QUE TENHA MACULADO OS TESTÍCULOS, OU AMPUTADO SEU MEMBRO VIRIL" (Deuteronômio 23.11). Aqui há algo raro e misterioso. Que tem a ver os órgãos genitais com a entrada no Reino dos Céus? Conforme avançarmos na Exposição, compreenderemos que a Bíblia dá uma resposta clara e concreta sobre este assunto.
A Bíblia é um Livro Sagrado e portanto está escrito com base nos simbolismos, com chaves secretas e ocultas, para que a humanidade através de milhares de anos não pudessem profanar o conhecimento e modificá-lo de acordo com as circunstâncias do momento. É verdade que a Bíblia sofreu alterações, porém grande parte dos simbolismos conservaram-se. É um grande erro as religiões ou seitas confessionais interpretar a Bíblia através da letra morta, baseando-se unicamente no intelecto, no raciocínio tridimensional, na lógica formal, por isso não puderam resolver ainda o problema de Adão, Eva e a maçã, assim como os demais fatos transcendentais. Eminentes cientistas manifestaram-se que não se tratava de uma maçã e sim de uma pêra, porque na região na qual se encontra o Éden, segundo estudos, comprovou-se que não havia árvores de maçã. Realmente, não foi nem maçã, nem pêra, nem outra fruta, foi um simples simbolismo segundo o qual a maçã representa a caída do homem pelo sexo, a "fornicação" . Se este fato houvesse sido escrito com detalhes de palavras, atualmente já não se encontraria mais e por isso foi necessário usar a simbologia da maçã para conservá-lo. Literalmente diz-se que a simbologia da maçã é perfeita e análoga, já que partindo-se a fruta (em corte vertical) podemos observar que a imagem que se apresenta guarda grande semelhança com a disposição ovárica da mulher.
A humanidade dos tempos paradisíacos, daquela fabulosa Idade do Ouro, que conta a lenda, alegorizada no Éden do Gênesis, "trocou as vestimentas por folhas de figueira", ficando nua por abandonar as terras jinas, em troca do pó da terra. O sexo expulsou o ser humano do velho Éden (paraíso) por haver desperdiçado sua energia. A luxúria encheu de espinhos e cactos a existência da criatura humana; desde então o caminho da árvore do bem e do mal (o sexo) e da árvore da vida (coluna vertebral) espera ser reconquistada. A serpente negativa enganou Eva com sua astúcia e ela caiu no delito, seduzida pelo desejo carnal esqueceu que não podia comer o fruto da árvore que estava no centro do Éden. Comeu e deu para seu marido comer e ambos (a humanidade) entregaram-se a fornicação. Por isso o V. M. Samael Aun Weor disse: "Pelo sexo saímos do Éden e pelo sexo teremos que voltar".
Moisés foi um Hierofante iniciado no Egito. Estudou e praticou a Doutrina Secreta dos Bramanes, trouxe da terra dos Faraós o ensinamento imortal, ensinando por sua vez o Grande Arcano:
"E falou Jehová a Moisés e a Aarão dizendo: Qualquer varão, quando tiver fluxo seminal será imundo. Quando o homem tiver emissão de sêmen, lavará em água todo seu corpo e será imundo até a tarde.
E quando um homem deitar com uma mulher e tiver emissão de sêmen, ambos se lavarão com água e serão imundos até a tarde" (Levíticos 15:1, 2, 16, 17, 18).
Esta linguagem não é inventada. Está na Bíblia, e a Bíblia, pela boca de Moisés, condena sem enganos o vício da ejaculação. Porque certamente a saída voluntária ou involuntária do líquido seminal para fora é uma degradação dos órgãos genitais, como já se demonstrou cientificamente. E como Moisés havia sido instruído em toda a sabedoria dos egípcios e era poderoso em seu verbo e feitos, conhecia o mistério da Água e do Fogo; impunha aos seus o cumprimento do velho preceito dos Teurgos: "Não Fornicar".
Na língua sagrada dos Jainos, os primitivos Nephilim, os últimos gigantes Atlantes, mencionados na Bíblia, conhecidos como os Giborim, o Arcano Phornalx (fornicar) significa "expulsão das águas", e que o mestre traduziu como: "o fogo negro dos Molocitas, aqueles Rakshasas, rivais de Rama, na Epopéia de Ramayana". Certos relatos esotéricos dizem que os Rakshasas ou gigantes degenerados perverteram o culto sexual nos últimos períodos lemuro-atlantes e introduziram em seus templos um falismo grosseiro, verdadeiras orgias carnais ao redor de um pênis vermelho, que com o tempo transformou-se em Moloch, o infernal da Bíblia. Pelo visto, Jehová, nas prescrições e ordens mencionadas no Levítico, impõem:
"E nunca mais sacrificarão seus sacrifícios aos demônios, através dos quais fornicaram" (Levíticos 17:7) "Qualquer dos filhos de Israel ou dos estrangeiros que peregrinam em Israel, der da sua semente a Moloque, certamente morrerá; o povo da terra o apedrejará com pedras". "E eu porei minha face contra esse homem e o extirparei do meio do seu povo, porquanto deu da sua semente a Moloque, para contaminar o meu santuário e profanar o meu santo nome’. "E se o povo da terra de alguma maneira esconder os seus olhos daquele homem que houver dado da sua semente a Moloque e o não matar, então eu porei a minha face contra aquele homem e contra a sua família e o extirparei do meio do seu povo, com todos os que se prostituem após dele, prostituindo-se após Moloque" (Levítico, 20: 2-5).
"Não contaminarás a tua filha, fazendo-a fornicar, para que a terra não se prostitua nem se encha de maldade" (Levítico 19:29).
A lei era muito drástica; um fornicário era o mais vil; derramar a energia era converter-se num imundo igual a um leproso.
"Ordena aos filhos de Israel que lancem fora do arraial a todo o leproso e a todos os que padecem de fluxo de sêmen e a todos os contaminados com morto" (Número 5:2).
"Oh humanidade! Onde chegamos; a fornicação, o derramamento da energia, cremos que é o lógico, o normal, o natural e é difícil aceitar-se o contrário, por isso o Mestre dos Mestres, Jesus Cristo, disse: "Entrai pela porta estreita (transmutação); porque larga é a porta e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela. E porque estreita é a porta, e apertado o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontram" (Mateus 7:13, 14).
Basta ler, especialmente Levíticos, a partir do capítulo 14 até 22 para entendermos que toda a Doutrina da purificação e da Santidade, parte do Sexo. No que se refere ao ato sexual, está bem claro no Cap. 15, Versículo 18. O lavar-se com água significa a Magia Sexual com a qual se purifica o que transmuta, quando tem uma queda ou derrame seminal.
Sem dúvida, trata-se da fornicação: Todo aquele que perde sua energia sexual. A Bíblia é clara, chama a isso de imundície.
"Assim separareis os filhos de Israel das suas imundícies, para que não morram nas suas imundícias, contaminando o meu Tabernáculo (corpo) que está no meio deles. Esta é a lei para aquele que tem o fluxo e para aquele que tem emissão de semen (semente da cópula) e que fica por ele imundo" (Levítico 15:31-32).
"Porque vós sois o Templo do Deus Vivente" (Corintos 6:16).
Portanto, ejacular é sujar o Tabernáculo de Jehová, o que é igual a contaminar o seu Santuário, o Templo de Deus, que quer dizer nas escrituras o nosso corpo. É tão monstruosa a perda seminal que a Bíblia intitula-o como o pior dos pecados (o pecado contra o Espírito Santo).
"Fugí da fornicação. Todo pecado que o homem comete é fora do corpo; mas o que fornica peca contra o seu próprio corpo. Ou não sabeis que o nosso corpo é o Templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus e que não sois de vós mesmos?" ( Corintos 6: 18-19).
"O corpo não é para a fornicação, senão para o Senhor e o Senhor para o corpo" (Corinto 6: 13).
Ejacular, como os animais, é fornicar. O que ejacula, o que derrama sob qualquer circunstância, seu licor seminal "peca contra seu próprio corpo". Suja o Tabernáculo de Deus, comete imundice, uma asquerosidade infernal porque as energias seminais derramadas, tanto no homem como na mulher, foi considerada desde a antigüidade como impureza. O estatuto não é somente aplicado ao tempo de Moisés, como muitos pretendem, tratando de iludir a lei, arrastando grande parte da humanidade à degeneração. Jesus Cristo deixa bem claro, PERPÉTUO PARA TODAS AS IDADES, enquanto vivamos: "Não penseis que vim destruir a lei ou os profetas; não vim ab-rogar (abolir) mas cumprir. Porque em verdade vos digo que até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til se omitirá da lei, sem que tudo seja cumprido" (Mateus 5: 17-18).
Tão drástica é a disposição, que sobre o trapaceiro cai uma maldição como um raio.
"Maldito aquele que não confirmar as palavras desta lei, não as cumprindo" (Deuteronômio 27:26).
"Porque este mandamento que hoje te ordeno, não é demasiado difícil para ti e nem está longe de ti. Não está nos céus para dizeres: Quem subirá por nós aos céus, que no-lo traga, e no-lo faça ouvir, para que o façamos? Nem tão pouco está do outro lado do mar, para dizeres: Quem passará por nós de além do mar, para que no-lo traga e no-lo faça ouvir, para que o façamos? Porque esta palavra está mui perto de ti, em tua boca, em teu coração, para a fazeres" (Deuteronômio 30: 11-14).
Para aqueles que seguem pensando que o Velho Testamento já não é válido, o Novo Testamento é mui claro:
"Todos aqueles pois que são das obras da lei estão debaixo da maldição; porque escrito está: Maldito todo aquele que não permanecer em todas as coisas que estão escritas no livro da Lei, para fazê-las.
Que tendo sido o testamento anteriormente confirmado por Deus, a lei, que veio 430 anos depois, não o invalida, de forma a abolir a promessa" (Gálatas 3:10,17).
Não se lê em Gálatas que Deus enviou a seu filho, feito de mulher, feito sob as ordens da Lei? Porque Jesus - o Cristo - nasceu da energia sexual transmutada; seus pais eram Essênios e Ele também, de nossa seita esotérica, que herdou a Ciência Oculta de Moisés, conhecia-se a transmutação e seus membros a praticavam; os pergaminhos descobertos por arqueólogos Israelenses, nas orlas do Mar morto, nos confirmam isto.
Afirmamos que a Doutrina da Redenção Crística, parte do sexo. No Velho Testamento, o sexo ocupa o centro de toda a Legislação daquele "Salvado das Águas", que se chamou Moisés:
"Porém vós guardareis os meus estatutos e as minhas ordens, e nenhuma destas abominações fareis, nem o natural, nem o estrangeiro que peregrina entre vós.
Porque todas estas abominações fizeram os homens desta terra, que nela estavam antes de vós; e a terra foi contaminada.
Para que a terra vos não vomite, havendo-a contaminado, como vomitou a gente, que nela estava antes de vós.
Porém qualquer que fizer alguma destas abominações, as almas que as fizerem serão extirpadas do seu povo.
Portanto guardareis minhas ordens, não praticando nenhum dos costumes abomináveis que se fizeram antes de vós, e não vos contamineis com eles: Eu Sou o Senhor vosso Deus." (Levíticos, 18:26-30).
E aqui começa a enumeração das abominações, que Moisés designa diretamente por seus nomes: RELAÇÕES SEXUAIS ENTRE MACHO E FÊMEA incorretas, o que demonstra, sem nenhuma dúvida, que o sexo e nada mais que o SEXO é aspecto fundamental da Lei entregue por Deus aos Homens.
"Nenhum homem se chegará a qualquer parenta da sua carne, para descobrir a sua nudez. Não descobrirás a nudez de teu pai e de tua mãe; ela é tua mãe; não descobrirá a sua nudez. Não descobrirás a nudez da mulher de teu pai. A nudez de tua irmã, filha de teu pai, ou filha de tua mãe, nascida em casa ou fora da casa, a sua nudez não descobrirás. A nudez da filha do teu filho ou da filha da tua filha, a sua nudez não descobrirá; porque é tua nudez. A nudez da filha da mulher de teu pai, gerada de teu pai (ela é tua irmã), a sua nudez não descobrirás. A nudez da irmã de teu pai não descobrirás; ela é parenta de teu pai." (Levítico 18:6.....). Ler todo o capítulo.
Por muito que seja o sectarismo, não se poderá negar a elevada moral deste código, assim mesmo, os adeptos das diversas seitas Cristãs teriam forçosamente que aceitar a vigência plena e integral do Velho Testamento, "sem tirar um jota ou um til".
Por que tanto mistério com os órgãos genitais do ser humano? Que há entre o licor espermático e a Divindade?
Tentou-se falsear a interpretação do sexto mandamento; alguns dizem que fornicar e adulterar é o mesmo; nem poderia o sábio Moisés colocar no Código da Lei, dois mandamentos que significassem a mesma coisa. Os mandamentos são claros: 6° - não fornicar; 9° - não cometer adultério (não desejar a mulher de teu próximo). O seguinte versículo aclara perfeitamente o assunto: "Venerado seja entre todos o matrimônio e o leito sem mácula; porém aos fornicários e aos adúlteros os julgará Deus" ( Hebreus 13:4).
Há quem diz que fornicar é ter relações sexuais sem estar casado; já dissemos anteriormente que fornicar é derramar a energia sexual, tanto casados como solteiros. O Mestre Jesus destrói a falsa idéia de que a fornicação é a relação sexual de solteiros, quando ensina sobre o divórcio e o faz duas vezes: "Eu porém vos digo que qualquer que repudiar sua mulher, a não ser por causa de fornicação, faz que ela cometa adultério; e qualquer que casar com a repudiada, comete adultério" (Mateus 5:32 e 19:9).
O Venerável Mestre Gargha Kuichines disse: "Os quatro Evangelhos são totalmente sexuais. Não cabe a menor dúvida. Antes de Jesus a mulher era situada num plano inferior, porém foi necessário a vinda do Rabi para fazer compreender ao mundo que a fêmea, conjuntamente com o varão, são uma só carne." Jesus repudiou o adultério tanto no homem como na mulher. Deu a conhecer o esoterismo Cristíco, mediante o qual homem e mulher libertam-se da dor e da amargura e preparam-se para tomar o caminho dévico ou angélico; sendo cada um do casal o único meio para chegar à Divindade, quando segue a Ciência Divina de que fala a Bíblia, ou permanecendo no erro e na desesperação, quando faz mal uso dela (Ler Pedro (I) 3:7).
Outro grande mistério bíblico é o da água e o fogo. Quando Jesus fala a Nicodemus em S. João, capítulo 3: "Jesus disse-lhe: Em verdade vos digo que o que não NASCER DE NOVO, não poderá ver o Reino de Deus. Disse-lhe Nicodemus: Como pode um homem nascer sendo velho? Pode entrar pela segunda vez no ventre de sua mãe e nascer?"
Jesus, Mestre dos Grandes Mistérios, naturalmente conhecia a tradição e a havia vivido, respondeu: "Em verdade, em verdade te digo, que o que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no Reino de Deus. O que é nascido da carne, carne é e o que é nascido do Espírito, Espírito é".
E todavia, para reafirmar o ensinamento, insiste ante Nicodemus, que desconhecia os Mistérios: "Não te maravilhes do que disse te: O necessário é nascer de novo.
O vento sopra onde quer e ouves seu som, mas não sabes donde vem nem onde vai; assim é todo aquele que é nascido do Espírito" (energia sexual transmutada).
São coisas terrenas, não é assunto celestial, disse Jesus a Nicodemus, e assim como Moisés levantou a serpente (O Kundalini) no deserto, é necessário que o filho do Homem seja levantado (a cristificação das águas seminais por meio da cruz sexual).
Jesus, o Grande Iniciado, também entregou o Arcano quando dialogou com a mulher samaritana (S. João, cap. 4 ) "Veio uma mulher de Samaria tirar água; disse-lhe Jesus: Dá-me de beber. A mulher admira-se por ser ele judeu e ele contesta: Se conhecesseis o dom de Deus e quem é o que te diz - dá-me de beber, tu lhe pedirias e ele te daria água viva. Disse-lhe a mulher: Não tens com que tirar a água e o poço é fundo; onde pois tens a água viva? Jesus respondeu: Qualquer que beber desta água tornará a ter sede (a água do poço). Mas aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede, porque a água que eu lhe der se fará nele uma fonte d’água que salte para a vida eterna. A mulher lhe disse: Senhor, dá-me dessa água para que não mais tenha sede, e não venha aqui tirá-la. Jesus lhe disse: Vai, chama o teu marido e vem cá".
Por que a seu marido? Perguntamos: Por que não a seus amigos e outros parentes? Que razões ocultas podiam existir entre a água viva que prometia Jesus à Samaritana e seu marido? É que essa água não sai de teorias, não brota de mero conhecimento intelectual, de simples devoção, nem do mais forte misticismo. Mortifique-se a carne, como faziam os ascetas medievais; ajude a quantos queira; bata no peito com "Mea culpa"; aprenda as escrituras de memória, submeta-se a todas as disciplinas que lhe imponham e se irá deste vale de lágrimas sem haver bebido sequer uma só gota dessa Crística ÁGUA VIVA! Porque sua fonte não nasce de fórmulas vazias.
"CHAMA A TEU MARIDO"; aos dois entregará Jesus o Grande Arcano, o Segredo da Alquimia Sexual. O Mistério da Água Viva descobre-se em S. João 7:38: "O que crê em mim, como diz a Escritura, de seu interior correrão rios de Água Viva". Para não estender mais, concluímos esta exposição dizendo que no livro do Apocalípse encontrarão a confirmação de tudo.
Deves realizar tudo o que foi indicado como preparação das práticas, ou seja, posição cômoda, relaxamento e respirações rítmicas; em seguida pronuncies o Mantram: OM MASI PADME YOM, alargando-as, assim: OOOOOOOOOOMMMMMMMMMM MMMMMMMMMMAAAAAAAAAASSSSSSSSSSIIIIIIIIII PAAAAAAAAAADMMMMMMMMMMEEEEEEEEEE YOOOOOOOOOOMMMMMMMMMM, concentrado no coração. Adormeças pronunciando e entres em meditação sem deixar de pronunciar o mantram dado. O mantram se escreve assim: Om mani Padme Jun, e pronuncia-se como acima.

domingo, 26 de fevereiro de 2012

Implantes extraterrestres

Visitantes On-line

No dia 23 de fevereiro de 1998, o dr. Roger Leir e o terapeuta Derrel Sims (pesquisador de abduções) apresentaram, em uma das reuniões de uma organização ufológica, uma notícia fantástica.
Em agosto de 1995, o pesquisador Derrel Sims levou ao dr. Leir duas pessoas supostamente sequestradas por seres extraterrestres e que apresentavam indícios de possuírem implantes introduzidos em seus corpos.

Sequestros por ETs

Esses implantes foram cirurgicamente removidos imediatamente pelo dr. Leir. Os resultados iniciais apresentados podem ser a evidência que faltava para provar que os sequestros de humanos por alienígenas são uma realidade e não mera fantasia ou ficção.
O dr. Leir removeu três objetos implantados, sendo dois deles tirados de um único paciente. O terceiro objeto foi removido da parte superior da mão esquerda do segundo paciente. Essas pessoas não tinham o conhecimento de que possuiam esses implantes em seus corpos. Ambos os pacientes souberam dos objetos por meio de radiografias tiradas com outros objetivos.
Até aquele momento nenhum dos pacientes havia reclamado de dores nos locais dos implantes. Outro fator interessante é a inexistência de marcas de incisão para a colocação dos implantes.

Um forte campo magnético

Antes da cirurgia de remoção, o dr. Leir utilizou detectores de campo magnético e de metais com o objetivo de auxiliá-lo na exata localização dos implantes. Estranhamente, os objetos apresentavam um alto campo magnético. Os pacientes foram anestesiados para a remoção localmente com doses de anestesia suficientes para seis horas de operação.
Durante a cirurgia, o dr. Leir tocou um dos implantes que estavam alojados no dedo do pé do paciente, quando verificou uma estranha reação – o paciente aparentou levar um fortíssimo choque elétrico, pulando da mesa de cirurgia. O interessante é que os dois pacientes apresentaram este quadro, uma cirurgia muito dolorosa, apesar da quantidade suficiente de anestésicos. Essas respostas nervosas indicam que os objetos estariam ligados diretamente a uma ramificação nervosa.

Descrição dos objetos implantados

O primeiro objeto retirado tinha formato achatado triangular, aparentemente metálico e coberto por uma membrana densa de cor cinza. Imediatamente o dr. Leir tentou cortar esta membrana sem sucesso. Todos os objetos retirados tinham a mesma aparência. O interessante para o Dr. Leir era a diferença entre a reação do corpo humano à presença de um objeto estranho qualquer com o que foi encontrado nestes dois casos.
Normalmente qualquer objeto estranho ao corpo é circundado por uma capa fibrosa com anticorpos que tentam destruí-lo, isolando o objeto e evitando uma possível infecção do organismo. No caso dos implantes, não existia esta isolação. Os objetos foram aceitos pelo organismo como se fizesse parte dele. Não possuiam a capa fibrosa normal, mas tinham uma capa rígida da cor cinza.
Os implantes foram levados para Houston (Texas) pelo sr. Derrel enquanto o dr. Leir mandava as amostras do tecido que circundava os objetos para um patologista. Para o seu espanto, o relatório recebido afirmava que não existia qualquer tipo de inflamação comum referente à reação do corpo quando um objeto estranho lhe é inserido.
….

Mais emocionante ainda

A membrana que envolvia os objetos possuia diversas terminações nervosas inexplicáveis.
Os objetos foram expostos à luz ultravioleta e mais uma vez apresentaram um estranho comportamento: passaram a brilhar com uma cor verde fluorescente.
Posteriormente os objetos foram secados ficando quebradiços, permitindo então que a membrana externa fosse retirada e enviada para análise.
O exterior do casulo era achatado e triangular e ao retirar a membrana apresentou duas cápsulas de aparência metálica e de cor preta, com o formato da letra “T”.
Testes iniciais da membrana externa mostraram que possuia composição idêntica ao próprio sangue do paciente.
Foram encontrados elementos de “queratina”, normalmente existente na pele, cabelos e unhas dos seres humanos.

Nota final

Segundo afirmações de ufólogos brasileiros renomados, podem existir, espalhados em todo o planeta, cerca de 50 milhões de pessoas com alguma espécie de implante, seja físico, seja energético.
Implantes Extraterrestres


  Real Time Web Analytics