Follow by Email

domingo, 25 de dezembro de 2011

Lição 23 curso de expanssão da consciencia

Todo estudante de ocultismo quer conhecimento direto, quer conhecer seus próprios progressos internos. A maior aspiração de todo estudante é poder converter-se num cidadão consciente dos mundos superiores e estudar diretamente com os Mestres. Desgraçadamente o esoterismo não é tão fácil como parece. A raça humana tem seus poderes internos completamente danificados, atrofiados. Os seres humanos perderam não somente seus sentidos físicos, senão também suas faculdades internas. Esse é o resultado KARMICO de nossos maus costumes. O estudante busca aqui e ali, lê e relê todo livro de esoterismo e magia que cai em suas mãos e o único que consegue o pobre aspirante é encher-se de terríveis dúvidas e confusões intelectuais. Existem milhares de teorias e milhares de autores. Uns repetem idéias dos outros. Aqueles refutam a estes, todos contra um e um contra todos; entre colegas ironizam-se e combatem-se mutuamente, uns contra outros e todos contra todos. Alguns autores aconselham o vegetarianismo e outros desaconselham. Aqueles aconselham práticas de exercícios respiratórios; estes os desaconselham. O resultado é espantoso para o buscador. Não sabe o que fazer. Anseia pela luz, suplica, clama e nada. Que fazer?
 
O Movimento Gnóstico conhece indivíduos sumamente místicos, “heróis de grupos”. Muitos deles são vegetarianos, abstêmios, virtuosos, etc., comumente sinceros, querem o bem de seus seguidores, porém suspiram como todos e sofrem secretamente. Jamais viram os planos de consciência Cósmica, planos ou mundos superiores dos quais fazem tão belos diagramas e tão interessantes descrições.
 
O ópio das teorias é mais amargo que a morte. O único caminho para reconquistar os poderes perdidos é a Transmutação Sexual, o Sexo Yoga, o Maithuna, o Grande Arcano, que tem a vantagem de regenerar o homem. O ser humano necessita regenerar-se e isto não é questão de autores nem de bibliotecas. Necessitamos trabalhar com o Arcano A. Z. F., com o grão, com a semente. Assim como a lagartixa pode regenerar sua cauda, assim também pode o homem regenerar seus poderes perdidos. A lagartixa e o gusano podem regenerar sua cauda com a força sexual que possuem. Assim, com essa força sexual, pode o homem repor, reconquistar seus poderes internos. Por esse caminho podem os sofridos peregrinos chegar ao conhecimento direto. Então converter-se-ão em verdadeiros dirigentes iluminados para seus fraternos grupos. Estas práticas não estão contra nenhuma religião, seita, escola ou crença, pois se chegarmos à síntese de cada uma delas, verificaremos que em suas origens possuíam as mesmas chaves.
 
Existe uma lei esotérica que diz: “Tal como é em cima é em baixo”.
 
Todo ser vivente que nasce pelo sexo (no mundo físico),  é lógico que acima, nos mundos internos, o processo é análogo. Os corpos solares têm que formar-se através do sexo, com a Magia Sexual entre esposo e esposa em lares legitimamente constituídos. Para que os veículos solares desenvolvam-se e robusteçam-se totalmente, necessitam de alimentação especial. A alimentação dos veículos fundamenta-se nos hidrogênios. No organismo físico fabricam-se os distintos hidrogênios com os quais alimentam-se os distintos corpos do homem. O corpo físico alimenta-se com o hidrogênio 48. O corpo astral tem como alimento básico o hidrogênio 24. O corpo mental: o hidrogênio 12, e o corpo causal: o hidrogênio 6. Toda substância transforma-se em determinado tipo de hidrogênio. Assim como são infinitas as substâncias e os modos de vida, são também infinitos os hidrogênios. Os corpos internos têm seus hidrogênios especiais e com eles se alimentam.
 
Aos Mestres da Loja Branca somente interessa a ascensão do Kundalini para avaliar o discípulo e por isso examinam e medem sua medula espinhal. Se o candidato não levantou a serpente, para eles este é um simples profano como qualquer outro, embora ocupe no mundo físico alguma elevada posição, ou seja, um Venerável em sua escola ou Loja, ou algum supremo hierarca. Se o Kundalini subiu três vértebras é considerado pelos Mestres como um iniciado de terceiro grau, e se somente uma vértebra, um iniciado de primeiro grau. Esta é a razão pela qual o Movimento Gnóstico não outorga graus por correspondência, pois o progresso do estudante é interno, resultante de sua própria dedicação e esforço, muito longe do que se pode catalogar pelo número de lições que recebe. Não se vende iniciações, nem é possível comprá-las. A Iniciação é a própria vida. É algo mui íntimo e secreto. O estudante deve fugir daquele que diga: “Tenho tantas iniciações, tantos graus”. É necessário afastar-se de todo aquele que diga: “Sou um Mestre de Mistérios Maiores, recebi tantas iniciações...”. Porque o que diz não é , e o que é não diz. “Por seus frutos os conhecereis”.
 
A melhor fonte de energia para regenerar o ser humano é indiscutivelmente a energia sexual, porém esta tem seu início potencial no laboratório gonádico e é precisamente disso que devemos falar concretamente.
 
No homem, por exemplo, os testículos são formados por três capas, assim: a central é formada na fase infantil, é o centro ou o núcleo de produção de células na criança inconsciente de seu sexo. A segunda capa produz as células seminais; esta desenvolve-se entre os sete e catorze anos de idade, quando o menino vai passando a adolescente. A terceira capa ou exterior desenvolve-se após os 14 anos; já produz espermatozóides maduros e uma grande potencialidade, energia em abundância. É claro que dessa idade em diante os espermatozóides amadurecem alternadamente, no testículo direito num mês e no esquerdo no mês seguinte. O mesmo ocorre com os óvulos maduros nos ovários femininos.
 
No jovem de 21 anos manifesta-se uma maneira distinta de percepção, anseia por independência, pensa de maneira diferente, desenvolve grandes projetos e tem uma grande capacidade de ação, inteligência, dinamismo e grande potência sexual; aí necessita de orientação mais exata para conduzir-se sabiamente, portanto é melhor educar a criança desde os 7 anos de idade nos mistérios sexuais, de forma progressiva.
 
Pela demasiada libertinagem e a vida agitada e desordenada, começa o homem a atrofiar esta terceira capa, mediante o gasto absurdo da força sexual, extraindo-a de seu corpo e convertendo-se num degenerado. O homem vai chegando pouco a pouco à maturidade, já sua mente não desenvolve nenhuma experiência nova de progressos vitais, ao contrário, a velhice começa a causar impotência sexual; já sua capa intermediária e exterior não produzem espermatozóides, então a máquina humana chega à decrepitude.
 
O desperdício da energia sexual que o homem ignorante gasta em prazeres é a causa causorum das enfermidades, velhice prematura, degeneração de seus valores, perda de memória, dos sentidos, decrepitude e morte.
 
Por isso é que enquanto o jovem é dinâmico, aberto ao novo, etc., o velho geralmente, salvo exceções, é teimoso, fechado, não aceita o novo, o prático. Isto se deve a que suas glândulas sexuais já não produzem espermatozóides capazes de despertar no ser humano a inteligência necessária para analisar, discernir e mais que tudo, para transformar a substância em energia, a energia em fogo, o fogo em consciência, a consciência em espírito. Quando o homem conserva os espermatozóides e os absorve dentro de seu mesmo corpo, por indução elétrica mediante a transmutação, esse homem que assim procede, jamais chegará à decrepitude e sua mente e valores intelectivos e conscientivos, assim como os propósitos místicos e espirituais, sempre estarão abertos ao novo, dispostos à investigação; será um velho com mente jovem e uma grande capacidade de ação porque suas capas testiculares estão em contínua produção de novos e maduros espermatozóides, que o homem transforma diariamente em inteligência, em sabedoria, em fogo, em consciência, em dinamismo, etc., mediante a transmutação sexual.
 
O homem atual tem conhecimento do poder germinativo da semente; publicamente fala-se de todas as sementes menos da semente humana, porque esse é o ponto nevrálgico do qual não se pode falar, já que libera o ser humano. Nós falamos da força sexual porque realmente é uma terrível força.
 
Todos conhecem os galos de briga; são de pouco peso e tamanho. Esses galos requerem um adestramento especial. Os proprietários os prendem com uma corda a uma estaca, desde pequenos, impedindo-os de cruzarem com as fêmeas. Assim crescem e sem conhecer a transmutação sexual, em seu organismo opera-se a absorção involuntária de sua própria semente e com essa terrível força torna-se um colosso cheio de energia e valente. Quando depara-se com um galo comum, pode matá-lo em minutos, embora este tenha peso bem superior ao seu. Os touros de combate desde novos são separados das fêmeas, tornando-se adultos sem tocá-las, operando-se também a absorção de sua própria energia sexual, porque essa besta não conhece a transmutação através da união sexual, que é justamente a capacidade do ser humano, de maneira que embora sendo um fenômeno inteiramente animal, o benefício que recebe aquele macho é extraordinário. Cria-se com uma bela estampa, cheio de força e agilidade, seu pelo brilha e seu preço supera ao do gado comum no mercado. Os homens constroem-lhe circos e pagam alto preço para vê-los morrer como valentes, nas touradas da Espanha, etc.
 
Aos cavalos de corrida se lhes chamam de potros e potrancas porque jamais os juntaram com éguas ou com cavalos sexualmente. Não tendo condições de transmutar a energia, somente opera-se a absorção de sua própria semente, isto é, um ato inteiramente animal e inconsciente e, no entanto, ficam bonitos, seu pelo brilha, tornam-se ágeis e velozes. Os criadores sabem que o cavalo perde matéria seminal com as ereções e para evitar que isso ocorra, colocam na glande do animal um arco metálico que impede as ereções. Isto é um segredo dos criadores. Os caríssimos hipódromos construídos para esses colossos cobram altas somas para que se possa assisti-los e milhares de pessoas no mundo dependem de seus favoritos, apostando em suas patas grandes somas. Todos eles são obra dessa poderosa força sexual. Quando um cavalo permanece somente um dia em conúbio sexual, no dia seguinte não rende no trabalho, se enche de suor e não pode com um homem que pesa oito vezes menos que ele. Os proprietários desses animais observaram que as potrancas sempre ganhavam dos cavalos de corrida, embora selecionassem os machos. Separaram os machos das fêmeas e observaram que as potrancas que nunca haviam cruzado tinham mais força e velocidade.
 
Se isto sucede com o animal irracional e em forma mecânica, o que não pode suceder com o ser humano, que possui inteligência e infinitas possibilidades, com seus poderes latentes esperando para serem desenvolvidos?
 
O homem produz força moral, porém essa força também se perde com a constante perda de energia sexual. Por isso que há tanta irresponsabilidade moral e os senhores moralistas esgotam sua energia privada e escrevem livros e novos textos sem saber onde se encontra o mal. Se um só espermatozóide tem o poder de criar um corpo tão perfeito como é o do ser humano, o que não podemos fazer com os outros milhões que nos sobram?
 
Por incrível que pareça, a ciência está mais perto da Transmutação e o Sexo-Yoga que muitos estudantes de esoterismo. A Endocrinologia está para produzir uma revolução criadora. Os homens de ciência sabem que as glândulas sexuais não são capsulas fechadas. Elas incretam e excretam hormônios. Os hormônios de excreção são chamados de conservadores porque perpetuam a espécie; os de increção denominam-se vitalizadores porque vitalizam o organismo humano. Este processo de increção hormonal é transmutação, transformação de um tipo de energia-matéria em outro tipo de energia-matéria. O Maithuna, a Magia Sexual é transmutação sexual intensificada. O Gnóstico increta, transmuta e sublima a totalidade da matéria-energia sexual. Os hormônios sexuais ricos e abundantes inundam o sistema circulatório do sangue e chegam às distintas glândulas de secreção interna, estimulando-as e incitando-as a trabalhar intensamente. Assim, com a transmutação sexual intensificada, as glândulas endócrinas ficam super estimuladas produzindo, como é natural, maior número de hormônios que vem a animar e modificar todo o sistema nervoso líquido.
 
A Ciência reconhece a transmutação sexual (hormônios de increção) em todo indivíduo de sexualidade normal. Agora é somente questão de avançar um pouco mais para reconhecer a Transmutação Sexual intensificada dos indivíduos suprasexuais. Quem estudar biologicamente os 32 símbolos capitais do Buddha, chegará à conclusão de que os caracteres secundários do Buddha eram os de um super-homem. Estes caracteres sexuais secundários do Buddha assinalam uma intensa transmutação sexual. O Buddha praticou o Maithuna, o Sexo Yoga. O Buddha deu este conhecimento secretamente a seus discípulos. O Buddhismo Zen e Cham ensinam o Maithuna. Os grandes iniciados de todos os tempos conheceram e praticaram o Arcano A.Z.F. secretamente.
 
Existem os caracteres sexuais primários e secundários. Os primeiros se relacionam com as funções sexuais dos órgãos criadores e os segundos com a distribuição das gorduras, formação de músculos, pêlos, fala, forma do corpo, etc. É claro que a forma do corpo da mulher é diferente da do varão. Também é certo que qualquer dano aos órgãos sexuais, modifica o organismo humano. Os caracteres sexuais secundários de um eunuco são os de um degenerado. Os caracteres sexuais secundários de um homossexual são de um pervertido, um infra-sexual. Que deduziríamos de um afeminado ou de uma mulher masculinizada? Que classe de caracteres primários corresponderiam a um sujeito com caracteres sexuais secundários opostos ao de seu próprio sexo? Não há dúvida de que em sujeitos assim existe o infrasexo.
 
A Yoga Sexual, a Maithuna, o Arcano A.Z.F., a Magia Sexual, é um tipo de funcionamento supra-sexual que modifica de fato os caracteres sexuais secundários, produzindo um novo tipo de homem, um homem superior. É absurdo supor que o homem superior pode resultar de crenças, teorias, sectarismos, fanatismos, escolas, etc. Realmente, o homem superior não depende do que se crê ou deixe de crer, da escola à qual pertençamos ou deixamos de pertencer. Os caracteres sexuais secundários somente se modificam cambiando os caracteres sexuais primários. Com o Maithuna os autênticos mutantes, iogues iniciados, conseguem modificar os caracteres sexuais secundários de forma positiva transcendental.
 
A Psicologia parecia estancada. Afortunadamente apareceu a Endocrinologia e a primeira tomou nova vida. Faz-se intentos para estudar a vida dos grandes homens baseados em seu tipo biológico. Diz-se, por exemplo, que a queda de Napoleão coincide com um processo decadente de sua glândula pituitária. Os caracteres psicológicos estão determinados pelas glândulas endócrinas e os caracteres sexuais primários.
 
O tipo bio-psicológico pertence aos caracteres sexuais secundários e está totalmente determinado pelos caracteres sexuais primários. Baseados nisso podemos afirmar que se quisermos o SER-BIOTIPO-PSICOLÓGICO, devemos trabalhar com os caracteres sexuais primários. Somente com o Maithuna logramos produzir o tipo Bio-Psicológico do Mestre, do Super-homem, do Mahatma.
 
Atualmente estão sendo difundidas, tanto no Oriente como no Ocidente, muitas doutrinas filosóficas fundamentadas no dogma da Evolução. Esta lei e sua irmã, a Involução, são forças mecânicas que se processam simultaneamente em toda a Natureza. Porém, a estas leis, atribuem-lhes coisas que não possuem. Isso que dizem que todos chegarão à liberação, à meta, através da Evolução mecânica, é uma fantasia das pessoas. Jesus, o Cristo, falou claro e nunca prometeu salvação a todos. O Grande Mestre enfatizou a tremenda e terrível dificuldade que implica a luta para entrar no Santum Regnum: “Muitos são os chamados e poucos os escolhidos”. “De mil que me buscam, um me encontra; de mil que me encontram, um me segue; de mil que me segue, um é meu”.
 
Assim, não se trata de crer ou não crer, de auto considerar-se escolhido, ou de pertencer a tal ou qual organização. Tem-se que trabalhar com a Magia Sexual, tem-se que fazer um esforço com a semente dentro de nós mesmos, uma revolução interior intencional, ou de nada valerá.
 
Jesus, o Cristo, ensinou Magia Sexual: “E havia um homem dos Fariseus que se chamava Nicodemus, príncipe dos Judeus. Este veio a Jesus uma noite (em sua própria obscuridade) e disse-lhe: ‘Rabi, sabemos que viestes de Deus como Mestre, porque ninguém pode fazer esses sinais que Tu fazes se Deus não estiver com Ele’. Respondeu Jesus dizendo: Em verdade, em verdade vos digo, o que não nascer outra vez não pode ver o Reino de Deus” (Não se nasce de teorias, crenças, etc.; todo nascimento é sexual). Nicodemus ignorava o Grande Arcano e contestou em sua ignorância: “como pode um homem nascer sendo velho? Pode entrar outra vez no ventre de sua mãe?” Respondeu Jesus: “Em verdade, em verdade vos digo que o que não nascer da água e do espírito, não pode entrar no Reino de Deus”. A água, as águas da vida, representadas em todas as escolas de todos os tempos é o Ens Seminis, a energia sexual, o líquido seminal, que tem como símbolo a água. O Grande Mestre terminou a entrevista dizendo: “Em verdade, em verdade vos digo, que o que sabemos falamos, o que temos visto testemunhamos e não recebeis nosso testemunho”.
 
A transmutação está mais clara em outra passagem da vida do Mestre, quando assiste às bodas de Canaã e converte, transmuta a água contida em sete cântaros de pedra, em vinho da melhor qualidade. Os sete cântaros de pedra nos mostra claramente os sete corpos do ser humano. A pedra representa o sexo e as águas da vida representam a energia sexual transmutada em vinho de luz do alquimista.
 
A Transmutação Sexual deve realizar-se somente nos lares ou matrimônios legitimamente constituídos. O casal deve unir-se sexualmente, com toda delicadeza, evitando a violência, a fim de conseguir o auto-controle e antes de chegar ao orgasmo devem separar-se para evitar a perda do líquido seminal. Tanto ela como ele, quando chegar o momento de separar-se, tomarão uma rápida inalação e comprimirão todos seus músculos, especialmente os esfíncteres ou músculos relacionados com a região anal e sexual, apertando fortemente e concentrados totalmente nessa região, unindo imaginação e vontade para que a energia não se escape, permanecendo assim até que esta esteja controlada. Depois farão inalações e exalações profundas, combinando com o mantram HAM SAH, assim: Ao inalar fortemente pronuncia-se o mantram HAM (jam) mentalmente, imaginando que a energia sobe, já transmutada em vapores seminais, pela coluna vertebral até o cérebro; ao exalar pronuncia-se verbalmente o mantram SAH (saj), ao mesmo tempo que vai exalando o ar. Isto se repete várias vezes e quando já está seguro que pode prosseguir com o Maithuna, pode unir-se novamente com a companheira tantas vezes quanto o permita a prática.
 
No princípio é extremamente difícil, pois desde a Lemúria estamos acostumados a desperdiçar nossa energia, porém nosso lema divisa é THELEMA (Vontade). As águas seminais transformam-se em vapores seminais por indução elétrica ao evitar o espasmo.
 
Este é o Grande Arcano, o Sahaja Maithuna, que esteve oculto em toda a Era de Peixes, só sendo estudado secretamente e sendo do conhecimento apenas dos Grandes Iniciados e aqueles discípulos preparados a quem era confiado o segredo com a condição de guardar absoluto silêncio.
 
O espasmo sexual, mesmo que se diga o contrário, não é a meta do prazer, senão que é um rápido tipo de curto-circuito, vindo depois a repulsa, o nojo, a decepção e não raras vezes o divórcio. Quando se evita o espasmo ou orgasmo as delícias do amor prolongam-se até o infinito sem jamais aparecer o cansaço, pois ao contrário, é a chave mágica para o rejuvenescimento diário, mantendo o corpo sadio e prolongando a vida, já que se dispõe de um fonte de saúde nessa constante magnetização e transmutação de energias. Ambos os cônjuges recebem o mesmo benefício, pois ambos transmutam seu tipo particular de energia.
 
A transmutação sexual foi praticada na Raça Lemur durante milhares de anos. Depois da separação dos sexos e no final dessa mesma Raça, a humanidade começou a derramar essa energia, trazendo como conseqüência a perda da elevada posição em que se encontrava, ocasião sabiamente descrita em todas as Teogonias como a “caída” e a “saída do Éden” (a fruta proibida).  Desde então o ser humano encontra-se no círculo vicioso de mortes e  nascimentos.
 
Através do sexo caimos tão baixo, por ele teremos que levantar-nos. Pela mesma porta teremos que regressar à Maestria, à perfeição anunciada por todas as Escolas, Seitas, Religiões, etc.
 
 
 
 
Depois de todos os preparativos para tuas práticas, vocalizarás durante 30 minutos o mantram CHOS.
Logo após esse período entrarás em meditação profunda, tal como foi ensinado na lição nº8.
Se possível, recomendamos queimar um pouco de incenso antes de iniciar tuas práticas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário