Follow by Email

domingo, 25 de setembro de 2011

Neutrinos ultrapassam a velocidade da luz e são multados na Itália


Segundo resultados apresentados pela polícia italiana na última sexta-feira, neutrinos – aquelas partículas elementares estranhamente tímidas – podem alcançar velocidades superiores à da luz.
A infração foi observada enquanto o CERN (Conseil Européen pour la Recherche Nonsense) e o LNGS (Laboratori Nazionali del Gran Sasso) realizavam o seguinte experimento: neutrinos eram gerados no CERN, utilizando o acelerador de partículas LHC (Large Hadron Colider) e técnicas de magia negra. Esses neutrinos viajavam por cerca de 730 km até serem detectados no LNGS. Porém, nesse mesmo dia, no entroncamento da rodovia A24 – próxima ao LNGS – uma blitz policial também estava sendo realizada e três policiais munidos de dois radares móveis e um manual registraram a passagem desses neutrinos e perceberam que os mesmos estavam viajando a uma velocidade ligeiramente superior a permitida para aquela via, 299,792,458 m/s.
Caminho do Neutrino

A polícia italiana notificou os envolvidos e está avaliando quem será responsabilizado por essa infração gravíssima – CERN, LNGS ou ambos- e encaminhará as multas aplicadas.
Cientistas do LNGS se adiantaram e após uma minuciosa inspeção nos neutrinos coletados alegaram que o CERN enviou neutrinos com velocímetros adulterados, se isentando de participação em tal delito. Os neutrinos envolvidos também confirmaram que seus velocímetros marcavam “c” durante todo o trajeto até o LNGS, quando na verdade estavam acima de “c”.
Os resultados do LNGS e alguns neutrinos que acordaram em testemunhar foram encaminhados a perícia e caso isso fique comprovado, o CERN será responsabilizado.
Mas tudo indica que a situação ainda está muito longe de ser esclarecida. Nessa manhã de sábado, o CERN, em nota oficial, disse que aguarda o resultado um laudo que confirme a precisão dos três radares utilizados pela polícia italiana.
Notícia verdadeira em: TerraG1The Telegraph

Nenhum comentário:

Postar um comentário